O primeiro-ministro britânico foi internado este domingo, 5 de abril, devido a sintomas persistentes de covid-19 dez dias depois de ser diagnosticado, nos quais se inclui febre alta.

Boris Johnson anunciou que estava infetado com covid-19 no final de março, tendo ficado em casa em isolamento, a partir de ontem continuou a liderar o governo.

Downing Street insiste que a medida é de precaução, que se destina à realização de testes, mas o internamento coloca dúvidas sobre a capacidade de Boris Johnson liderar a resposta ao surto de covid-19 no país como tem feito até agora.

Segundo um porta-voz da residência oficial do primeiro-ministro, "por aconselhamento médico, o primeiro-ministro foi admitido num hospital para testes. É uma medida de precaução, já que o primeiro-ministro continua a ter sintomas persistentes do coronavírus, dez dias depois de testar positivo para o vírus".

O The Guardian já tinha avançado que Johnson poderia estar mais doente do que se sabia, mas Downing Street negou.

O primeiro-ministro britânico ficará no hospital "o tempo que for necessário", acrescentou o porta-voz.

Fontes oficiais reiteraram que não se tratou de um internamento de urgência, que Boris Johnson vai manter-se na liderança do Executivo, mesmo internado, e que continuará em contacto permanente com os seus ministros.

Não se sabe em que unidade hospitalar Johnson foi internado.

Caso a sua condição de saúde se deteriore, Dominic Raab, responsável pela pasta dos negócios estrangeiros, ocupará o seu lugar.

Raab vai para já conduzir a reunião de governo que terá lugar esta segunda-feira destinada à resposta à pandemia de Covid-19.

O Reino Unido regista mais de 48 mil infetados com o novo coronavírus, 4943 mortes e 229 recuperações.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.