Shen Yi-ming faleceu ao lado de outros sete militares (incluindo três generais) quando o helicóptero Black Hawk caiu numa área de montanhas próxima de Taipé.

O acidente aconteceu no momento em que o general, de 62 anos, e os demais militares estavam numa missão de rotina para visitar soldados no distrito de Yilan.

O helicóptero transportava 13 pessoas e desapareceu do radar menos de 15 minutos depois de levantar voo, informou o comandante da Força Aérea, Hsiung Hou-chi.

"Cinco sobreviveram e oito colegas a bordo faleceram. Estamos profundamente tristes e enviamos nossas condolências às famílias", disse.

O gabinete da presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, anunciou a suspensão de todas as atividades eleitorais durante três dias. O Partido Progressista Democrático, no poder, também suspenderá a campanha por 72 horas.

A presidente em exercício, Tsai Ing-wen, procura a reeleição nas eleições de de 11 de janeiro, que também conduzirão a um novo Parlamento. O seu principal rival é Han Kuo-yu, do partido Kuomintang (KMT) e líder da cidade de Kaohsiung.

Nos últimos anos foram registrados vários incidentes com helicópteros Black Hawk, comprados dos Estados Unidos.  Em 2018, um aparelho da agência de resgate do governo caiu durante uma missão médica perto da Ilha das Orquídeas e seis pessoas morreram na tragédia. Em 2016 e 2018 aconteceram dois acidentes, que não provocaram vítimas.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.