A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje em alta o número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus em Portugal. Segundo o relatório da situação, registam-se agora 3.544 casos (mais 549, um aumento de 18,3% relativamente a quarta-feira). O número de óbitos foi igualmente revisto em alta, passando dos 43 para os 60.

A região Norte continua a ser aquela que regista mais casos, com 1.858 infeções, 28 óbitos confirmados e 3 recuperações, seguindo-se a de Lisboa e Vale do Tejo, com 1.082 infeções, 18 óbitos e 11 recuperações. A região Centro tem 435 infeções, 13 óbitos e 8 recuperações; o Algarve tem 89 infeções e mantém um óbito; o Alentejo tem 20 casos e continua sem óbitos.

Segundo o boletim, nas regiões autónomas, os Açores e a Madeira têm 39 casos confirmados. Não há registo de óbitos nas ilhas.

Das 3.544 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, a grande maioria está a recuperar em casa, indica a DGS, que regista 191 pessoas internadas, 61 das quais em Unidades de Cuidados Intensivos.

Quanto ao número de casos por concelho, Lisboa é o município com mais confirmações de infeção pelo SARS-CoV-2, o novo coronavírus responsável pela doença covid-19. Segue-se o Porto, com 259 e Vila Nova de Gaia, também no distrito do Porto, com 163.

Convém notar que os números por concelho se referem à "informação reportada pelas Administrações Regionais de Saúde e Regiões Autónomas", escreve a DGS. "Quando os casos confirmados são inferiores a 3, por motivos de confidencialidade, os dados não são apresentados", refere a nota no relatório.

A DGS regista ainda 21 casos de infeção em pessoas com residência no estrangeiro.

Desde 1 de janeiro foram registados 22.257 casos suspeitos, dos quais 2.145 aguardam resultado laboratorial. Houve ainda 16.568 casos em que os testes não confirmaram a infeção e 43 doentes que já recuperaram.

O boletim da DGS indica que há 14.994 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Os números deste boletim foram contados até às 0:00 desta quinta-feira.

A barreira dos 3.500 casos foi ultrapassada no dia em que entrou em vigor a fase de mitigação da pandemia da covid-19, por determinação da Direção-Geral da Saúde, envolvendo todo o sistema de saúde, público e privado.  A fase de mitigação é a terceira e a mais grave fase de resposta à doença covid-19 e é ativada quando há transmissão local, em ambiente fechado, e/ou transmissão comunitária.

Desde as 00:00 do dia 19, o país encontra-se em estado de emergência, em vigor até às 23:59 de 02 de abril.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Quase 22 mil pessoas morreram em todo o mundo infetadas por covid-19, de acordo com um balanço feito pela Agência France Presse (AFP) a partir de dados oficiais divulgados hoje às 11:00.

Segundo este balanço, o novo coronavírus matou 21.867 pessoas em todo o mundo desde que surgiu em dezembro.

Foram registados 481.230 casos de infeção em mais de 182 países e territórios desde o início da epidemia.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 240.000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 7.503 mortos em 74.386 casos registados até hoje.

Onde posso consultar informação oficial?

A DGS criou para o efeito vários sites onde concentra toda a informação atualizada e onde pode acompanhar a evolução da infeção em Portugal e no mundo. Pode ainda consultar as medidas de segurança recomendadas e esclarecer dúvidas sobre a doença.
Quem suspeitar estar infetado ou tiver sintomas em Portugal - que incluem febre, dores no corpo e cansaço - deve contactar a linha SNS24 através do número 808 24 24 24 para ser direcionado pelos profissionais de saúde. Não se dirija aos serviços de urgência, pede a Direção-Geral de Saúde.
[Notícia atualizada às 17:00 — Atualização com os novos dados da Direção-Geral da Saúde, assim como com o comunicado da Autoridade de Saúde Regional dos Açores ]

(Artigo corrigido às 17:06 — retifica o número de casos confirmados no Alentejo, que é 20 e não 89, como se lia, por lapso, numa versão anterior deste texto)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.