O recorde ocorreu apesar de terem sido realizados menos 30.000 controlos policiais que na sexta-feira, por sábado ser um dia em que a maioria das atividades profissionais autorizadas estão encerradas.

No total, 9.284 pessoas foram multadas por estarem fora da residência sem justificação válida, 54 por apresentarem falsas declarações e 10 por violarem a quarentena a que estavam obrigadas por terem testado positivo para o novo coronavírus.

Relativamente às atividades comerciais, 173 empresas foram sancionadas, 14 provisoriamente encerradas e 13 definitivamente.

O Ministério do Interior está a preparar um plano de reforço do controlo para a semana da Páscoa, para evitar que as famílias tentem deslocar-se para residências secundárias.

De 11 de março a 04 de abril, as forças policiais controlaram 4,8 milhões de pessoas e 2,1 milhões de empresas.

Até sábado, 176.767 pessoas foram multadas em todo o país, que entra na segunda-feira na quinta semana de confinamento.

Itália é o país do mundo que regista mais mortes associadas à covid-19 (15.362) e o segundo mais afetado em número de casos (124.632), depois dos Estados Unidos, segundo números oficiais de sábado.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.