A Fundação Sporting, a relojoeira suíça Rolex e sete associações tauromáquicas associaram-se a um conjunto de empresas e movimentos da sociedade civil e estão a ajudar a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) no combate à pandemia.

Uma ajuda que surge em forma de donativos monetários, angariação de fundos e entrega de equipamentos de proteção individual (EPI), para utilização por parte dos colaboradores dos cerca de 700 lares e estruturas residenciais (onde se inclui as unidades de cuidados continuados e centros de pessoas com deficiência) das 387 Santas Casas existentes.

O Sporting Clube de Portugal, através da Fundação Sporting, doou, em abril, “120 mil máscaras cirúrgicas” e “80 mil pares de luvas destinadas a todas as “instituições da União das Misericórdias que albergam e cuidam de pessoas com deficiência profunda e de pessoas com outras deficiências ou perturbação mental”, de acordo com um comunicado do clube.

Uma doação que surgiu em resposta ao alerta de Manuel Lemos, presidente da UMP, que chamou a atenção para as graves consequências que a falta de material de EPI’s estava a causar nos colaboradores das misericórdias afetos a essas instituições.

A Rolex anunciou uma doação de 250 mil francos suíços (237 mil euros) às Misericórdias portuguesas para aquisição de equipamentos de proteção individual. Em comunicado, a centenária marca de relógios de luxo, justifica a escolha na UMP, por ser “uma organização estabelecida e eficiente que pode ter um impacto significativo no alívio do sofrimento das populações mais expostas nesta crise global”, numa referência à população idosa.

O mundo tauromáquico aliou-se, igualmente, à onda de solidariedade de apoio a esta organização do setor social fundada no século XV.

A Associação de Toureiros Portugueses, a Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos, a Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide, a Associação Nacional de Grupos de Forcados, a Associação de Tertúlias Tauromáquicas de Portugal, a ProToiro e a marca Touradas, juntas, encetaram uma campanha de angariação de fundos a favor da União das Misericórdias Portuguesas.

Os donativos – que podem ser feitos para o IBAN PT50 0033 0000 45285048103 05 – servem “para apoiar a compra de material de desinfeção e proteção para os lares e unidades de cuidados continuados das Misericórdias”, lê-se num documento conjunto, uma ajuda que se estende a produtos alimentares que podem ser entregues diretamente nas Misericórdias, algumas delas, proprietárias e concessionárias de praças em Portugal.

Outros donativos: das águas aos cremes

A UMP, desde o início da crise global de saúde pública, beneficiou de ajudas de empresas e sociedade civil para minimizar o impacto da Covid-19.

Tudo começou com a entrega de um milhão de máscaras por parte da Misericórdia de Macau, pela distribuição de 200 mil garrafas de água (Fundação Luso, ligada à Sociedade da Água de Luso) e pela poupança das contas do gás e da eletricidade durante um mês proporcionada pela Fundação Galp, entre outras ações, além da mobilização de start-ups, institutos politécnicos, universidades e particulares.

O movimento SOS.Covid19.Portugal, angariou, no mês de abril, 47 mil euros e adquiriu 12 mil máscaras, 1900 FFP2, 10 mil viseiras, 6500 botas, quatro mil toucas, 3100 luvas e 2900 batas, para entregar nos lares de idosos e unidades de cuidados continuados.

Por último, a Beiersdorf, produtora dos cremes Nívea, encetou uma campanha mundial de apoio no combate à covid-19. Através de “Care Beyond Skin”, em Portugal, fez um donativo de 15 mil euros para aquisição de máscaras cirúrgicas, luvas de vinil e de nitrilo, máscaras FFP2, fatos de proteção integral com capuz, óculos de proteção, batas impermeáveis, toucas, viseiras e tapa-bocas que serão distribuídas pelas Misericórdias.

Numa carta endereçada ao presidente das Misericórdias, a empresa refere que a escolha da UMP se deve ao “trabalho desenvolvido de forma consistente e eficaz na resposta às necessidades mais prementes, nomeadamente junto dos mais idosos”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.