O extremo, jogador com mais assistências no segundo escalão, com seis passes ‘letais’ no campeonato, afirma ter gostado de representar o emblema serrano, mas tem o desejo de viver outras experiências.

"Não vou ficar no Covilhã. Tenho um grande gosto pelo clube, a experiência foi muito boa, mas já estou na terceira época e gostaria de ter a oportunidade de conhecer outros clubes", disse hoje o atacante, em declarações à agência Lusa.

Para já, João Vítor Bonani, que na última temporada apontou quatro golos, um deles ao Benfica, na Taça da Liga, não sabe qual vai ser o seu futuro.

"Ainda não tenho nada definido. Por conta da pandemia, não tive nenhuma proposta", revelou o jogador natural de Araraquara, São Paulo, que já se encontra no Brasil.

Bonani chegou ao Sporting da Covilhã em 2017, mas regressou no início da temporada ao Brasil e não chegou a fazer qualquer jogo oficial pelos serranos.

Em 2018-2019 o extremo alinhou em 30 partidas e esta época, suspensa após 24 jornadas, fez 26 jogos pelos "leões da serra".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.