Após quase três meses de paragem, devido à covid-19, os famalicenses marcaram por Fábio Martins (48), após um erro de Marchesín, e Pedro Gonçalves (78), com o golo de Corona (74) a não evitar a segunda derrota como visitante dos ‘dragões’.

Em relação ao último jogo, Sérgio Conceição foi forçado a três alterações, com as entradas de Pepe, Manafá e Luis Diaz para os lugares do lesionado Marcano, do castigado Alex Telles e de Nakajima, que não está a treinar com a equipa.

Já João Pedro Sousa fez quatro alterações, com as saídas de Vaná, emprestado pelo FC Porto, Gustavo Assunção, lesionado, Paulinho e Walterson, entrando Defendi, Rúben Lameiras, Centelles e Fábio Martins.

No regresso à competição, o FC Porto entrou melhor na partida, tendo sido a primeira parte do encontro jogada quase sempre no meio-campo famalicense, mas, apesar de ter tido mais e melhores oportunidades, pecou na finalização.

Aos nove minutos, após um cruzamento de Sérgio Oliveira, Corona apareceu solto, sem oposição, mas rematou contra Racic.

Na resposta do Famalicão, Marchesín afastou mal bola, Diogo Gonçalves aproveitou o lance e rematou de primeira, mas acabou por atirar por cima da baliza.

Com o jogar a ser disputado a um ritmo elevado, o FC Porto teve mais uma vez a oportunidade de inaugurar o marcador, depois de Corona, muito oportuno, a isolar Marega, que rematou para uma grande defesa com o pé de Defendi.

À entrada para a segunda parte, aos 48 minutos, o Famalicão colocou-se na frente do marcador, após um erro do guarda-redes Marchesín, que recebeu uma bola de Manafá, mas colocou-a nos pés de Fábio Martins, que apenas teve de rematar para a baliza deserta.

Com um jogo mais nervoso e menos coeso, os portistas sentiram uma maior dificuldade em chegar à baliza de Defendi. Fruto desse mesmo nervosismo, aos 58 minutos, o treinador adjunto do FC Porto, Vítor Bruno, foi expulso do banco.

Mesmo assim, os 'dragões' mantiveram a pressão, tendo Sérgio Conceição feito, nesta altura, ajustes na equipa, fazendo entrar Zé Luís para o lugar de Danilo.

O golo do empate acabou por surgir aos 74 minutos por intermédio de Corona. Sérgio Oliveira fez um passe irrepreensível para o mexicano, que, com espaço ao segundo poste, rematou de pé esquerdo, não dando qualquer hipótese de defesa a Defendi.

Quatro minutos depois, o Famalicão voltou a colocar-se na frente, desta feita com um golo de Pedro Gonçalves. No seguimento de uma excelente jogada individual, à entrada da área, o médio do Famalicão rematou colocado junto ao poste direito da baliza de Marchesín.

Até ao final, O FC Porto tentou minimizar a situação, no entanto, não conseguiu voltar a criar perigo.

Com esta derrota, os portistas mantêm a liderança da I Liga, que podem perder na quinta-feira, caso o Benfica vença em casa o Tondela. O Famalicão, por outro lado, sobe ao quinto lugar, somando 40 pontos.

(Notícia atualizada às 00h06 de quinta-feira, 4 de julho)

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.