“Dizem-se muitas coisas. Temos uma relação de respeito entre treinador e jogador. É uma conversa privada, só posso dizer que preferiu não jogar e o resto é entre ele e mim”, sintetizou o técnico francês.

O Real Madrid não conta com um dos seus atletas mais experientes neste jogo decisivo, depois de o Manchester City, treinado por Pep Guardiola, ter vencido por 2-1 em Espanha, em fevereiro, antes da paragem das competições devido à pandemia da covid-19.

Zidane não quis explorar mais o assunto Bale, admitindo somente que se trata de um assunto pessoal e que o mesmo “fica no balneário”.

Quanto à eliminatória, confia que a sua equipa “está bem” e promete que vai tentar fazer “um grande jogo” para poder vencer “mais uma final” e marcar presença na fase decisiva da prova, em Lisboa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.