Numa declaração ao país, a partir do Palácio de Belém, em Lisboa, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa alertou que "nunca se pode dizer que não há recaída ou recuo" na propagação da covid-19 em Portugal e que "os números sobem sempre mais depressa do que descem".

"Que se estude e prepare com tempo e bem o dia seguinte, mas que se escolha melhor ainda esse dia, sem precipitações, para não repetir o que já se conheceu. E nunca se confunda estudar e planear com desconfinar", apelou.

Numa mensagem em que desaconselhou um desconfinamento antes da Páscoa para evitar "mensagens confusas ou contraditórias" em relação a esse período, o chefe de Estado defendeu que "planear o futuro é essencial, mas desconfinar a correr por causa dos números destes dias será tão tentador quanto leviano".

"Citando um quase clássico: Um povo que não conhece a sua História está condenado a repeti-la. Nós conhecemos bem a História deste ano de pandemia. Não cometeremos os mesmos erros. E temos a esperança - a esperança não, a certeza - de que, se formos sensatos, o pior já passou", afirmou.

IEL // SF

Lusa/Fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.