Com a estreia na Netflix de "The Lovebirds", é a primeira vez que um grande estúdio de Hollywood retira um filme dos cinemas e o envia para a plataforma, embora ainda não tenha sido definida uma data de lançamento.

A decisão aumenta a incerteza em torno da indústria de cinema, que normalmente tem um período exclusivo para exibir os filmes antes que estejam disponíveis para serem vistos em casa.

A comédia romântica, protagonizada por Issa Rae e Kumail Nanjiani, conta a história de como um casal se envolve acidentalmente num assassinato misterioso.

A Universal tinha anunciado anteriormente que títulos, como "Trolls World Tour" estariam disponíveis simultaneamente por streaming e nos cinemas.

Também a Disney, com "Frozen 2", antecipou a estreia de filmes que já haviam passado pelo cinema na sua plataforma Disney +.

Mas a maioria dos grandes lançamentos - incluindo "Mulan", "Viúva Negra" e o novo "Velozes e Furiosos" - foram simplesmente adiados.

Numa declaração recente, a Associação Nacional de Proprietários de Cinemas disse que "para evitar perdas catastróficas para os estúdios, estes filmes deveriam ter o maior lançamento possível em todo o mundo".

"Embora um ou dois lançamentos possam desistir da sala de cinema, entendemos que a grande maioria dos lançamentos adiados será remarcada para entrar nos cinemas quando a vida voltar ao normal".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.