Um tribunal da Áustria multou uma cirurgiã por ter amputado a perna errada a um homem de 82 anos. Segundo a agência France-Presse, citada pelo ‘The Guardian’, a cirurgiã, de 43 anos, atribuiu a falha a “erro humano”, mas, ainda assim, o juiz considerou-a culpada de negligência agravada, multando-a em 2.700 euros, com metade da quantia suspensa.

A médica marcou a pena errada ao paciente na preparação da cirurgia, em maio, na cidade de Freistadt, no centro do país. Só dois dias após cortar a perna ao homem se apercebeu do erro.

O homem acabou por morrer antes de o caso chegar a tribunal, tendo a justiça decidido o pagamento de 5.000 mil euros à viúva.

A cirurgiã explicou ter havido uma falha na cadeia de controlo no bloco operatório. Entretanto, mudou-se para outra clínica e pode ainda recorrer do julgamento.

A instituição envolvida, por seu lado, disse que “as causas e circunstâncias deste erro médico foram analisadas em detalhe”, tendo sido discutidos procedimentos internos com a equipa, a quem foi também dada formação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.