A transferência de 10 doentes de cuidados intensivos para a Áustria, num apoio ao abrigo da cooperação europeia para o combate à pandemia de covid-19, é ainda uma opção, disse hoje o Governo português.

Num comunicado enviado às redações, o gabinete do ministério liderado por Marta Temido assume que “na semana passada” foi efetuado “um contacto bilateral” com o Governo austríaco e que o parceiro europeu “disponibilizou capacidade para tratamento de 10 doentes de cuidados intensivos em diversos hospitais do país”.

“Esta opção, que constitui um apoio que poderá ser fundamental num momento em que Portugal enfrenta ainda uma elevada pressão sobre os hospitais, foi encaminhada para ponderação pela Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva para a covid-19”, pode ler-se ainda na nota hoje divulgada.

Depois do auxílio da Alemanha, que enviou esta quarta-feira uma equipa médica militar e equipamento médico para Portugal, o Governo acrescenta ainda que “houve várias ofertas” e que “todas as hipóteses estão a ser consideradas” no atual contexto. Apesar de considerar estes “gestos importantes” ao nível da solidariedade europeia, o executivo português não deixa de classificá-los como “simbólicos” no combate à pandemia.

Segundo a agência noticiosa EFE, os doentes portugueses - entre os quais cinco com infeções graves pelo novo coronavírus e cinco com outras doenças ou cirurgias pendentes - serão transportados para clínicas em Viena e quatro outras regiões do país em aviões do exército federal austríaco, numa data ainda por confirmar pelos dois governos.

Portugal registou hoje 258 mortes relacionadas com a covid-19 e 6.916 casos de infeção com o novo coronavirus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim da DGS revela também que estão internadas 6.412 pessoas, menos 84 do que na quinta-feira, das quais 904 em unidades de cuidados intensivos, mais 41.

Desde março de 2020, Portugal já registou 13.740 mortes associadas à covid-19 e 755.774 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 156.758 casos, menos 4.684 do que na quinta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.