Contactada pela agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora explicou que o alerta para o acidente foi dado aos bombeiros às 17:36.

Em declarações à agência Lusa, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse inicialmente que uma das vítimas mortais era um jovem, de 16 anos, mas corrigiu posteriormente a informação, referindo tratar-se de um menino, de 6 anos.

A outra vítima mortal, de acordo com o INEM, é um homem, na casa dos 60 anos.

O acidente provocou ainda ferimentos considerados graves em mais quatro pessoas, três delas homens, entre os 21 e os 50 anos, e uma mulher, de 40 anos, segundo o INEM.

Os feridos, “politraumatizados”, foram transportados para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), disse a mesma fonte.

Já o CDOS, por seu lado, aludiu às duas vítimas mortais, sem indicar sexo nem idades, e disse ter apenas a indicação de três feridos, não quatro, confirmando o seu transporte para o HESE.

Fonte do Comando Territorial de Évora da GNR, igualmente contactada pela Lusa, disse que o acidente aconteceu a cerca de um quilómetro da localidade de Escoural, na direção de Montemor-o-Novo, mas não tinha ainda informações sobre vítimas.

A EN2 foi cortada na zona nos dois sentidos, para possibilitar o socorro às vítimas, mas a circulação rodoviária já foi restabelecida, por volta das 20:30, acrescentou a GNR.

O socorro às vítimas foi efetuado por um total de 46 operacionais, apoiado por 17 veículos, dos bombeiros, GNR e INEM, que mobilizou a viatura médica de emergência e reanimação e ainda um helicóptero.

Contactada pela agência Lusa, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora explicou que o alerta para o acidente foi dado aos bombeiros às 17:36.

Em declarações à agência Lusa, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse inicialmente que uma das vítimas mortais era um jovem, de 16 anos, mas corrigiu posteriormente a informação, referindo tratar-se de um menino, de 6 anos.

A outra vítima mortal, de acordo com o INEM, é um homem, na casa dos 60 anos.

O acidente provocou ainda ferimentos considerados graves em mais quatro pessoas, três delas homens, entre os 21 e os 50 anos, e uma mulher, de 40 anos, segundo o INEM.

Os feridos, “politraumatizados”, foram transportados para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), disse a mesma fonte.

Já o CDOS, por seu lado, aludiu às duas vítimas mortais, sem indicar sexo nem idades, e disse ter apenas a indicação de três feridos, não quatro, confirmando o seu transporte para o HESE.

Fonte do Comando Territorial de Évora da GNR, igualmente contactada pela Lusa, disse que o acidente aconteceu a cerca de um quilómetro da localidade de Escoural, na direção de Montemor-o-Novo, mas não tinha ainda informações sobre vítimas.

A EN2 foi cortada na zona nos dois sentidos, para possibilitar o socorro às vítimas, mas a circulação rodoviária já foi restabelecida, por volta das 20:30, acrescentou a GNR.

O socorro às vítimas foi efetuado por um total de 46 operacionais, apoiado por 17 veículos, dos bombeiros, GNR e INEM, que mobilizou a viatura médica de emergência e reanimação e ainda um helicóptero.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.