"Considerando a diversidade, a complexidade, a natureza e a dimensão das ações a desenvolver no âmbito da preparação da JMJ 2023, o Governo, através Resolução do Conselho de Ministros n.º 45/2021, criou um Grupo de Projeto para assegurar o acompanhamento, em termos operacionais, dos trabalhos de preparação deste evento", pode ler-se em nota enviada às redações.

"Além da organização da JMJ 2023 propriamente dita, o Grupo de Projeto vai também acompanhar e preparar a requalificação urbanística e a valorização ambiental e ecológica da zona ribeirinha onde atualmente se localiza o Complexo Logístico da Bobadela, cujos terrenos começarão a ser desocupados para efeitos da realização da JMJ 2023", é explicado.

Neste sentido, "o Primeiro-Ministro procedeu hoje à nomeação de José Sá Fernandes como coordenador do Grupo de Projeto para a JMJ 2023", sendo as suas funções iniciadas "a partir do dia 11 de outubro de 2021".

José Sá Fernandes é atualmente vereador da Câmara Municipal de Lisboa com o pelouro do Ambiente, Clima e Energia, Estrutura Verde e Serviços Urbanos.

"Já esta quarta-feira, dia 28 de julho de 2021, realizou-se uma visita de trabalho ao edifício onde previsivelmente vão estar sediadas as equipas e os voluntários que irão trabalhar na organização deste evento de escala global", é ainda informado.

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ), um encontro dos jovens de todo o mundo com o Papa, foi instituída por João Paulo II, em 1985.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, e desde então a JMJ já passou por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.