“Hoje, uma das unidades do Ministério da Defesa (Rússia) fugiu de um dos flancos (…). Abandonaram as posições onde se encontravam. Fugiram todos”, acusou Prigozhin que tem demonstrado nas últimas semanas posições divergentes em relação à hierarquia militar russa.

“Porque é que o Estado não vem para aqui defender o país”, questionou o oligarca russo em mais uma mensagem registada em vídeo e difundida pelo sistema digital de mensagens Telegram.

As declarações do patrão do grupo Wagner, cujos combatentes foram contratados para lutar em Bakhmut, são difundidas na mesma altura em que decorre o tradicional desfile de 09 de maio (Dia da Vitória) que assinala a capitulação da Alemanha nazi, em 1945.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.