Falecido em 2020, com 103 anos, Kirk Douglas, um dos últimos atores da "era dourada" de Hollywood, conheceu Anne Buydens durante a rodagem do filme Um Gesto de Amor (1953), em Paris.

Após um intenso namoro, casaram em Las Vegas em 29 de maio de 1954. "Não foi romântico, mas foi legal e o seu novo marido prometeu-lhe que um dia se casariam novamente com grande aparato", relembrou a sua família num comunicado enviado à agência France-Press (AFP).

Kirk Douglas cumpriu a promessa em 2004, no 50.º aniversário de casamento. O casal teve dois filhos (Peter e Eric) e formou família com outros filhos (Michael e Joel) que Kirk teve na relação anterior com Diana Dill, a quem Anne Douglas chamava de "a nossa ex-esposa".

Nascida Hannelore Marx no seio de uma família alemã em Hannover em 23 de abril de 1919, Anne foi enviada para um colégio interno na Suíça. Recusando regressar para a Alemanha de Hitler, continuou os seus estudos na Bélgica, mas só até Bruxelas ser bombardeada, em 1940.

Foi então que Anne fugiu para França com alguns amigos, que, como ela possuía passaporte alemão, a pressionaram a casar com Albert Buydens para obter a nacionalidade belga, tornando-se Anne Laure Buydens.

Contudo, a França iria rapidamente ser ocupada pelas tropas alemãs, mas o domínio de várias línguas de Anne permitiu-lhe continuar a trabalhar para uma distribuidora de filmes francesa.

Depois da guerra, continuou em território gaulês, trabalhando para o canal americano NBC e depois para John Huston na produção de Moulin Rouge (1952) antes de conhecer Kirk Douglas.

Anne Douglas investiu muito em obras artísticas e filantrópicas. Num caso concreto, convenceu o marido a leiloar uma grande parte da sua coleção de arte para financiar a renovação de 400 pátios de escolas de Los Angeles no final dos anos 1990.

"Muitas vezes pergunto-me o que teria acontecido comigo se não tivesse casado com Anne", disse Kirk Douglas, explicando que ela "o salvou da ruína" ao avisá-lo para ter cuidado com o seu advogado.

Kirk também revelou que a mulher lhe "salvou a vida", ao não permitir que ele embarcasse num avião que acabou caindo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.