O clube ‘azul e branco’, que o apelida de “figura incontornável da história do FC Porto” e de “lendário defensor” do clube, lembrou os troféus ganhos entre 1978/79 e 1988/89: uma Taça Intercontinental, uma Taça dos Campeões Europeus, uma Supertaça Europeia, quatro Ligas, duas Taças de Portugal e três Supertaças.

“É muito triste quando temos de nos despedir de alguém como o Lima Pereira, um grande homem e um grande amigo, que foi também um excelente atleta”, declarou o presidente portista, Pinto da Costa, citado na nota do clube.

António José Lima Pereira, nascido na Póvoa de Varzim, “soube representar exemplarmente os valores do FC Porto”, e começou precisamente nas escolas do clube da terra, o Varzim, antes de se mudar para as Antas.

Chegou com 27 anos, depois de se estrear como sénior na equipa varzinista, e ajudou a trazer uma década de grandes feitos na história ‘azul e branca’, jogando como defesa central e chegando também a ‘capitão’ de equipa.

Pela seleção, disputou 20 encontros, quatro deles no Euro84.

Aos 37 anos, deixou o clube que sempre assumiu como seu e mudou-se para o Maia, onde cumpriu duas temporadas, antes de regressar ao FC Porto para trabalhar no departamento de prospeção.

Os ‘dragões’ endereçaram hoje “as mais sentidas condolências” a família e amigos, remetendo para mais tarde a divulgação de informações relativas às cerimónias fúnebres.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.