Na competição, que decorre no Qatar, país anfitrião do Mundial2022, os egípcios, sem alguns dos principais jogadores, entre os quais a ‘estrela’ Mohamed Salah, somam seis pontos, depois de terem igualmente vencido na estreia o Líbano (1-0).

A equipa tem garantida uma das duas primeiras posições no grupo D, no qual discutirá a vitória na terça-feira diante da Argélia, que também soma seis pontos depois de hoje ter batido o Líbano (2-0), sem que esteja em risco o apuramento.

No jogo de hoje, o Egito esteve a vencer por 3-0, mas chegou à mão cheia de golos já após a expulsão de dois jogadores do Sudão, reduzido a nove a partir dos 53 minutos.

Carlos Queiroz, à frente da seleção do Egito apenas desde setembro, encara a competição com vontade de a ganhar, mas disse que o principal objetivo é preparar os jogadores para os ‘play-off’ de março, de apuramento para o Mundial.

A Taça da Nações Árabes, que realiza a 10.ª edição, entre 30 de novembro e 18 de dezembro, conta com 16 seleções divididas em quatro grupos, dos quais os dois primeiros se apuram para os quartos de final.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.