“É uma grande honra, após uma época ‘louca’. Ser eleito pelos próprios pares é o melhor”, declarou o técnico germânico, de 54 anos, durante o jantar de gala em que recebeu o galardão.

Klopp liderou os ‘reds’, com o português Diogo Jota no plantel, em mais uma época, conseguindo a Taça de Inglaterra e a Taça da Liga, e ficando em segundo na ‘Premier League’, atrás do bicampeão Manchester City.

Fora das competições internas, pode ainda vencer um terceiro troféu, se bater o Real Madrid na final da Liga dos Campeões, no sábado, em Paris.

Para Klopp, vencer este troféu significa “que és um génio ou que tens a melhor equipa técnica contigo”, garantindo não acreditar em prémios individuais “quando isto é um desporto coletivo”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.