“Quando se ganha frente a uma equipa que está próxima na tabela, são três pontos que podemos conquistar e evitar que o adversário some. É um jogo importante, mas não é decisivo. Podem ser mais três pontos, no meio de 102 em disputa”, disse o técnico dos ‘dragões’, que lideram o campeonato com uma vantagem de seis pontos para os detentores do cetro.

Apesar da ambição de vencer, Sérgio Conceição alertou para as dificuldades deste jogo, não hesitando em considerar que este “é o melhor Sporting dos últimos anos”.

“Está mais forte, não só pelo trajeto que tem feito, como campeão nacional, como também por estar nos oitavos de final da Liga dos Campeões, além de se ter reforçado com qualidade. Tem muitas opções, fazendo com que não se notem as ausências que possa ter”, analisou o treinador dos ‘azuis e brancos’.

Sérgio Conceição reiterou a ideia de que “é fácil perceber as dinâmicas do Sporting, mas é difícil anulá-las”, apontando que só um “FC Porto inteligente e sem abdicar dos seus princípios” poderá sair dos ‘clássico’ com o triunfo.

“E fácil perceber como Sporting se comporta, com e sem bola, mas temos de ser competentes na forma de os anular na sua dinâmica ofensiva e criar dificuldades. É uma equipa muito sólida. Parece que o adversário lhes chega muitas vezes ao último terço, mas agrupam-se bem, com uma linha defensiva com cinco, mais o apoio dos dois médios. Temos de ser inteligentes e não abdicarmos dos nossos princípios”, analisou o técnico.

Confrontado com os vários elogios que têm sido feitos à prestação do FC Porto, que segue com 16 vitórias consecutivas na I Liga, Sérgio Conceição confessou que os gosta de ouvir, mas que lhes dá importância limitada.

“Temos feito um trajeto bom, estamos em primeiro, mas as vitorias só são importantes para no final festejar o título com mais pontos do que os adversários. Em nome do grupo de trabalho, fico contente por ouvir elogios, mas não me deixo levar. O momento é o mais importante, porque no futebol tudo muda rapidamente. Os elogios dão-me responsabilidade, mas gostaria mais de os ouvir no final, com a conquista do título”, vincou.

Sérgio Conceição partilhou, ainda, que o guarda-redes Diogo Costa, que saiu lesionado da última partida do campeonato, em Arouca, tem “apresentado melhorias” e mostrou “confiança que vai poder jogar” frente ao Sporting.

O treinador afastou, também, a existência de uma pressão extra sobre Pepe, na missão de replicar o que fazia Luis Díaz na equipa, colocando ainda como opções para o corredor esquerdo o reforço Galeno ou Otávio.

Sérgio Conceição também mencionou que conta com o avançado brasileiro Fernando Andrade, que foi inscrito no recente período do mercado de inverno, apontado que o jogador está na fase final de recuperação de uma lesão.

O FC Porto, líder do campeonato, com 59 pontos, defronta na sexta-feira o Sporting, segundo classificado, com 53, numa partida agendada para as 20:15, que terá arbitragem de João Pinheiro, da Associação de Futebol de Braga.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.