Em fevereiro, a inflação homóloga foi de 5,1%.

A última vez que um nível semelhante de inflação tinha sido registado na antiga República Federal da Alemanha (RFA) foi em 1981 como resultado do aumento dos preços do petróleo devido à guerra Irão-Iraque.

Em comparação com fevereiro, os preços aumentaram 2,5% em março.

As causas do forte aumento da inflação estão em grande parte relacionadas com a guerra na Ucrânia, a pandemia e os problemas nas cadeias de abastecimento.

“Para além da pandemia, a guerra na Ucrânia está a fazer subir os preços na Alemanha, especialmente do combustível, óleo para aquecimento, gás e alimentos”, disse o presidente da Destatis, Georg Thiel.

Os preços da energia eram 39,5% mais altos em março do que no mesmo mês do ano passado.

Nos alimentos, o preço do óleo de cozinha e das gorduras aumentou 17,2% e o dos vegetais 14,8%.

No total, os preços dos alimentos subiram 6,2%.

Sem o efeito do pico nos preços da energia, segundo a Destatis, a inflação homóloga teria sido de 3,6%. Excluindo energia e alimentos, a taxa de inflação teria sido de 3,4%.

Os preços dos serviços eram 2,8% mais elevados do que em março de 2021.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.