Com programas de educação e iniciativas para startups, pequenas empresas e organizações governamentais, a AWS defende que a iniciativa vai dar aos cidadãos portugueses e aos funcionários públicos acesso a formação em competências técnicas, incluindo laboratórios práticos e programas de certificação técnica.

"Irá também proporcionar às startups e às pequenas empresas um maior acesso a serviços de tecnologia avançada e apoio através de programas de aceleração e incubação", acrescenta, adiantando que, além disso, a iniciativa vai ajudar a transformar a administração pública através da colaboração conjunta no desenvolvimento de aplicações na nuvem para utilização pelos cidadãos.

Na assinatura do memorando, uma cerimónia onde os representantes da AWS estiveram presentes de forma virtual, por causa da pandemia de covid-19, o ministro da Economia e da Transição Digital, Siza Vieira, defendeu a necessidade de as gerações futuras terem competências técnicas para apoiar uma economia global competitiva e promover o desenvolvimento de novas startups, além da modernização dos serviços aos cidadãos.

O governante lembrou a aprovação, em fevereiro, do plano nacional para a transição digital e enalteceu o uso de tecnologias digitais para "aumentar a produtividade e projetar Portugal no mundo".

O diretor geral do setor público europeu da Amazon Web Services (AWS), Cameron J. Brooks, falou no encontro sobre o futuro das cidades inteligentes, das "ajudas" da AWS aos portugueses durante a crise pandémica, como o 'call center' covid-19 na cloud da Amazon.

"A Amazon está disponível para a contratação de serviços de computação em nuvem", afirmou Cameron J. Brooks, dando ainda conta da intenção de, através do memorando, serem apoiadas mil startups.

O AWS Activate vai apoiar a comunidade startup, proporcionando créditos, apoio técnico e formação AWS, uma combinação de ferramentas e apoio especializado que a empresa considera ser "a certa" para otimizar o desempenho, gerir o risco e manter custos sob controlo.

"Ao abrigo deste programa, a AWS planeia ajudar mil startups portuguesas durante os próximos dois anos", afirma a AWS, em comunicado hoje divulgado.

Já a AWS Educate, um programa destinado a instituições de ensino, educadores e estudantes, e a AWS Academy, um programa para habilitar instituições de ensino superior a preparar estudantes para as certificações AWS e carreiras em nuvem reconhecidas pela indústria, têm como objetivo apoiar o desenvolvimento da próxima geração de construtores de nuvens e desenvolver uma força de trabalho futura pronta para a cloud em Portugal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.