De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto a ocorrência foi registada cerca das 17:10, já a capitania do Douro descreveu que o óbito foi declarado no local depois de uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) ter, “sem sucesso”, realizado manobras de reanimação durante cerca de 50 minutos.

“Aquilo que a Polícia Marítima conseguiu apurar já aponta para uma atitude completamente imprudente com um fim trágico. A vítima terá estado a ingerir bebidas alcoólicas num bar junto ao rio e depois tentou atravessar a nado”, descreveu o capitão do porto do Douro, Cruz Martins.

Também de acordo com relatos de populares que assistiram ao incidente, o homem, de cerca de 50 anos, começou a mostrar-se “aflito” a cerca de 30 metros da margem, altura em que um barco salva-vidas da capitania do Douro que efetuava patrulha foi chamado.

“Por estes dias de maior afluência o barco salva-vidas anda a fazer patrulhas nas praias fluviais, estava próximo e recolheu a vítima para bordo, prestou primeiros socorros, mas o desfecho foi trágico e o óbito declarado no local”, acrescentou Cruz Martins.

No local estiveram elementos dos bombeiros de Crestuma, bem como a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Vila Nova de Gaia, distrito do Porto.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.