"O critério a partir de agora para ligar para o SNS24 é ter sintomas", explicou Graça Freitas na conferência de imprensa de ponto de situação realizada esta manhã.. "Sabe-se hoje que o sintoma mais precoce e aquele que dá mais nas vistas é a tosse, depois a febre e a dificuldade respiratória. Numa altura em que já passámos a época gripal e também se for alguém que não tenha alergias e tussa frequentemente, [esses sintomas] devem levar a pessoa, sem pânico e com calma, se o seu estado for estável, a procurar a linha SNS24", adiantou.

A diretora-geral reforçou a mensagem. "Sem pânico porque não há um agravamento súbito dos sintomas, não se passa diretamente de uma fase de tosse para ter de repente dificuldade respiratória grave".

O processo na linha SNS24 tem por base "um algoritmo e há uma série de perguntas que se fazem". "Se for suspeita de infeção por covid a própria linha poderá emitir uma requisição automática para ir fazer o teste".

"Quem for triado como suspeito de ter covid vai ter acesso a um teste", disse Graça Freitas.

Há 22.257 pessoas suspeitas de infeção por covid-19 em Portugal, ao longo do tempo que a epidemia está em Portugal, e todos estes fizeram teste, Além deles, muitos mais fizeram testes", respondeu ainda a diretora geral quando questionada sobre o número de testes necessários face ao critério da sintomatologia. "O que vamos fazer é continuar a metodologia; qualquer pessoa suspeita vai ter acesso ao teste. À medida que a curva epidemiológica sobe vai aumentando o número de suspeitos e ser-lhe-á feito o teste".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.