A greve dos carregadores de bagagens da KLM coincidiu com o primeiro dia de férias escolares e as famílias a saírem de férias pela primeira vez desde que as restrições impostas devido à pandemia de covid-19 foram levantadas em muitos países.

A KLM disse em comunicado que a greve “tem consequências de grande alcance para os clientes e outras operadoras neste momento agitado”.

A transportadora está em conversações com o pessoal em greve para tentar um acordo e o fim da paralisação.

As autoridades aeroportuárias de Schiphol aleraram no seu ‘site’ sobre atrasos e cancelamentos e aconselharam os passageiros a contactarem a sua companhia aérea para obter informações sobre voos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.