Desde domingo que o maior vulcão do mundo entrou em erupção pela primeira vez em 40 anos. As três erupções vulcânicas expulsam jatos de lava a uma altitude de 60 metros.

Enormes nuvens de vapor e fumo emergiram do vulcão que ocupa metade da Ilha Grande do arquipélago.

"Os jatos mais altos alcançam entre 30 e 60 metros", informou na segunda-feira o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).

"Há uma nuvem de gás visível das fontes e dos fluxos de lava que sai das fissuras vulcânicas e que está a ser empurrada principalmente para o noroeste".

Os geólogos dizem que, de momento, a população e as casas não correm risco.

"Os rios de lava das duas fissuras vulcânicas mais altas descem pela encosta da montanha, e estão parados a cerca de 10 quilómetros da Saddle Road [a principal autoestrada do flanco norte da montanha]".

A lava que sai da terceira fissura vulcânica, a cerca de 3.000 metros de altitude, também está longe da autoestrada.

Contudo, as autoridades advertem que o Mauna Loa é um vulcão dinâmico, e alertaram para uma quarta fissura que surgiu nas últimas horas.

"Fissuras adicionais poderão abrir-se na Zona da Falha Nordeste, e os rios de lava poderão avançar".

O Mauna Loa tem acumulado pressão ao longo dos anos, refere o USGS. A erupção é visível a partir de Kona, uma localidade na costa oeste da principal ilha do arquipélago, a cerca de 72 quilómetros de distância.

Apesar da lava ainda não representar uma ameaça para a população, os especialistas advertem que os ventos podem arrastar gases vulcânicos, cinzas finas e fibras de vidro basáltico conhecidas como "cabelos de Pele", em alusão à deusa havaiana dos vulcões e do fogo.

Estes fios, que podem chegar a medir até dois metros, são formados quando os novelos de lava arrefecem rapidamente no ar e podem causar causar ferimentos nos olhos e na pele por serem bastante afiados.

As autoridades do Havai não emitiram qualquer ordem de evacuação, embora tenham fechado a área do circundante do vulcão e várias estradas da região, e também abriram dois abrigos por precaução.

O Mauna Loa é o maior vulcão da Terra em volume. O nome significa "Montanha grande" que cobre metade da Ilha Grande que é maior que as outras ilhas do Havai juntas.

Os flancos submarinos do vulcão estendem-se ao longo de vários quilómetros do leito oceânico que, por sua vez, está deprimido pela enorme massa do Mauna Loa, o que faz com que o seu cume esteja a cerca de 17 quilómetros acima da sua base, refere o USGS. É um dos seis vulcões ativos do arquipélago.

O Mauna Loa entrou em erupção 33 vezes desde 1843. A erupção mais recente, em 1984, durou 22 dias e produziu fluxos de lava que chegaram a cerca de sete quilómetros de Hilo, uma cidade onde atualmente vivem cerca de 44 mil pessoas.

O Kilauea, um vulcão situado no flanco sudeste do Mauna Loa, entrou em erupção de forma quase contínua entre 1983 e 2019. Mais recentemente, tem registado pequenas erupções desde há vários meses.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.