“O balanço até agora, após a fuga de gás no porto de Aqaba, é de dez mortos e mais de 200 feridos”, disse à agência France-Presse o ministro da Informação, Faisal al-Shubul, também porta-voz do governo da Jordânia.

Antes, um porta-voz da segurança geral tinha anunciado que um “contentor cheio de gás tóxico tinha capotado durante o transporte, causando uma fuga”.

De acordo com autoridades do porto, que falaram sob condição de anonimato, o contentor caiu de um barco e a zona sul do porto foi evacuada.

O primeiro-ministro da Jordânia, Bicher Al-Khasawneh, e o seu ministro do Interior, Mazen Al-Faraya, visitaram o local, de acordo com o canal oficial de TV Al-Mamlaka.

Aqaba, um dos principais portos do Mar Vermelho, é o único porto marítimo do reino haxemita, através do qual se fazem a maioria das importações e exportações jordanas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.