Trata-se de uma iniciativa da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), cujo objetivo é “reforçar a relação já existente e incentivar e alargar a colaboração entre as escolas de ensino artístico e os museus, monumentos e palácios (MMP), através de concertos, espetáculos, exposições e conferências, sempre de entrada livre”, anunciou hoje a DGPC.

O projeto “Artes no Património” dá a possibilidade a alunos e professores “de apresentarem publicamente o seu trabalho em espaços de valor histórico e patrimonial”.

Toda a programação, até ao final do ano, pode ser consultada em www.patrimoniocultural.gov.pt.

O próximo concerto ocorrerá no dia 25, no Museu Nacional de Etnologia, também em Lisboa, onde vai atuar a Escola Artística de Música do Conservatório Nacional, que voltará a tocar, no dia 02 de dezembro, no Museu Nacional de Arqueologia, e, dois dias depois, no Museu Nacional do Traje, todos em Lisboa.

Em 11 de dezembro, no Mosteiro da Batalha, atuarão os Agrupamentos de Música do Orfeão de Leiria, e três dias depois, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, atuará a Escola Artística de Música do Conservatório Nacional.

No dia 19 de dezembro, no Mosteiro de Alcobaça, o concerto está a cargo da Academia de Música de Alcobaça, enquanto no mesmo dia, no Convento de Cristo, em Tomar, atuará a Sociedade Filarmónica de Gualdim Pais.

Ainda em dezembro, em data e hora a definir, a Escola de Artes da Universidade de Évora dará um concerto no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.