A nova loja da Apple fica no bairro de Sanlitun e tem o dobro do tamanho do estabelecimento anterior, situado no mesmo centro comercial, Taikoo Li, entretanto encerrado.

Dezenas de pessoas esperaram em fila para ver o interior do novo edifício, que é alimentado exclusivamente por energia renovável, segundo a empresa.

Para aceder ao edifício é necessário usar uma máscara, passar por controlo de temperatura e manter uma distância segura face aos outros clientes, além de mostrar um certificado de saúde no telemóvel.

“Desde a abertura [da primeira loja da Apple em Pequim], há 12 anos, e com 52 funcionários, a Apple Sanlitun recebeu mais de 22 milhões de visitantes, o equivalente a todos os moradores da cidade”, disse a empresa em comunicado.

O novo estabelecimento tem 185 trabalhadores.

Segundo a consultora CINNO Research, sediada na cidade chinesa de Xangai, a Apple vendeu 3,9 milhões de telemóveis no país asiático, em abril passado, depois de as medidas de confinamento devido à covid-19 começarem a ser reduzidas.

Em maio, segundo a mesma fonte, as vendas na China do Iphone alcançaram as 3,6 milhões de unidades.

A gigante da tecnologia tem 42 lojas na China continental.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.