A Santa Casa da Misericórdia de Serpa, que gere o Hospital de São Paulo, revelou na semana passada não ser possível prever por quanto tempo as urgências irão permanecer fechadas durante a madrugada.

No entanto, o provedor garantiu que a Santa Casa e o conselho de administração desta unidade hospitalar farão todos os esforços para inverter o mais rápido possível a situação e reabrir o serviço.

António Sargento recordou que a região “é complexa” no que respeita a recursos humanos qualificados e que a pandemia “em nada tem ajudado”, dificultando ainda mais conseguir médicos para assegurar escalas.

Nenhum dos médicos que costumam assegurar as escalas das urgências do Hospital de São Paulo é prestador de serviços da SCMS em exclusividade, já que todos fazem escalas em vários hospitais.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.