A rede social deverá ser lançada no primeiro trimestre do próximo ano, de acordo com um comunicado de Trump.

"Criei a Truth Social e o grupo Trump Media e Tecnologia [TMTG] para resistir à tirania dos gigantes das tecnologias", acrescentou, na mesma nota.

As redes sociais Twitter, Facebook e YouTube decidiram banir Trump por considerarem que o ex-Presidente norte-americano incitou apoiantes, através destas plataformas, antes do assalto ao Capitólio, em Washington, em janeiro.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.