Em declarações aos jornalistas no final de uma ação de contacto com a população em Caminha, distrito de Viana do Castelo, o líder centrista considerou que “o CDS vai ter uma prova de vida nestas eleições legislativas”.

“Mas estamos claramente com muito ânimo, com muita confiança de uma vez mais crescermos e afirmar-nos nas urnas com os votos dos portugueses, como sempre fizemos ao longo da nossa história”, salientou.

Questionado se esta é também uma prova de vida para a liderança do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos deixou uma garantia: “Eu não estou preocupado com a liderança do CDS, nunca estive. Eu estou completamente solto e completamente livre nestas funções”.

E defendeu que quando vai “a votos, vai o partido inteiro, e o sucesso da liderança do partido é o sucesso do CDS”.

O presidente do CDS-PP apontou igualmente que quando está a fazer campanha, fá-la “com convicção, a defender os valores de sempre do partido, a lutar pelo crescimento do CDS e pela sua afirmação em todo o território nacional”.

“Não se preocupem com a liderança do CDS”, atirou.

No dia em que contou com a presença, numa ação de campanha em Braga, de manhã, do ex-presidente Manuel Monteiro, mas registaram-se as ausências do eurodeputado Nuno Melo (em isolamento devido a um contacto de risco) e do líder parlamentar, Telmo Correia, Francisco Rodrigues dos Santos considerou que “a família do CDS está toda unida neste combate eleitoral”.

“Eu acho que todos os democratas, toda a direita popular e patriótica tem de estar empenhada em que o CDS tenha uma posição forte na nossa democracia porque sempre fomos um partido de charneira do nosso regime, chamado a salvar Portugal sempre que a esquerda falhou”, advogou o centrista.

Na sexta-feira, o presidente do CDS-PP já tinha dito que o congresso do partido se realizará “imediatamente a seguir às eleições legislativas” e que “esse será o momento próprio” para fazer uma reflexão sobre se será ou não recandidato.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.