“Três feridos morreram no hospital e há ainda dois em estado muito crítico”, indicou, num canal televisivo local, a chefe dos serviços, Weziwe Tikana-Gxothiwe, citada pela France-Presse, depois de um primeiro balanço da polícia indicar que tinham sido encontrados 17 corpos de jovens com idades entre 18 e 20 anos.

A morte dos jovens está a ser investigada pela polícia sul-africana, adiantou a agência AP.

O jornal local Daily Dispatch relatou que os corpos foram espalhados por mesas e cadeiras sem quaisquer sinais visíveis de ferimentos.

“Neste momento não podemos confirmar a causa da morte”, disse o porta-voz dos serviços de saúde Siyanda Manana, citado pela AP.

“Vamos realizar autópsias o mais rapidamente possível para estabelecer a causa provável da morte. Os mortos foram levados para casas mortuárias estatais”, acrescentou.

Segundo a AP, o proprietário do clube, Siyakhangela Ndevu, contou a uma emissora local que tinha sido chamado à discoteca no início da manhã: “Ainda não sei o que realmente aconteceu, mas quando fui chamado de manhã disseram-me que o local estava demasiado cheio e que algumas pessoas estavam a tentar forçar a sua entrada”, contou.

Segundo a agência Efe, na página da rede social Facebook do bar é referido que o espaço foi reservado na noite de sábado para os festejos de aniversário de duas pessoas.

A cidade de East London fica a cerca de 700 quilómetros a sul de Joanesburgo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.