O embate agendado para o ‘court’ central do Clube de Ténis do Estoril, que não se realiza antes das 15:30, coloca frente a frente o primeiro cabeça de série do torneio e número 10 do 'ranking' mundial contra o 67º da hierarquia, que alcança a decisão do título na qualidade de ‘lucky loser’, um feito que apenas aconteceu no circuito ATP por 10 ocasiões nas últimas duas décadas.

A história entre os dois tenistas regista apenas um encontro em quadros principais de provas do circuito ATP: a primeira ronda do torneio de Antuérpia (Bélgica), em 2017, de piso rápido, na qual Stefanos Tsitsipas acabou por prevalecer sobre Pablo Cuevas, em dois ‘sets’, com os parciais de 6-1 e 6-4.

Para chegar à decisão do Estoril Open, Stefanos Tsitsipas deixou pelo caminho o belga David Goffin (meias-finais), o português João Domingues (quartos de final) e o argentino Guido Andreozzi (segunda ronda).

Por sua vez, Pablo Cuevas foi repescado do ‘qualifying’ para vencer os italianos Salvatore Caruso (primeira ronda) e Filippo Baldi (segunda ronda), o norte-americano Frances Tiafoe (quartos de final) e o espanhol Alejandro Davidovich Fokina (meias-finais).

O outro encontro da jornada de domingo é a final do quadro de pares, com início marcado para as 13:00 no ‘court’ central, e que opõe a dupla francesa Jeremy Chardy e Fabrice Martin ao par britânico Luque Bambridge/Jonny O’Mara.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.