No quarto encontro da final da Conferência Oeste, a formação do Arizona liderou o marcador do princípio ao fim, mas os anfitriões desperdiçaram, no quarto período, uma série ‘infindável’ de lançamentos para assumirem o comando.

As duas equipas estiveram, aliás, um desastre absoluto a atirar ao cesto em quase todo o encontro, mas sobretudo no quarto parcial, em que os Suns apenas marcaram quatro lançamentos de campo e os Clippers três, ambos em 19 tentados.

Devid Booker, com 25 pontos, com oito em 22 nos ‘tiros’ de campo, liderou pontualmente os Suns, mas foi excluído com seis faltas a 1.05 minutos do fim e foi Chris Paul, autor de 18, mais sete ressaltos, que segurou a equipa da linha de lance livre.

Nos Suns, equipa em que todos estiveram bem defensivamente, destaque ainda para os 19 pontos e 22 ressaltos de Deandre Ayton, que marcou oito dos 14 lançamentos tentados.

Por seu lado, Paul George foi, numericamente, o melhor dos Clippers, com 23 pontos, 16 ressaltos e seis assistências, mas, igualmente, o maior responsável pela derrota, com apenas cinco ‘tiros’ de campo marcados, em 20 tentados.

Na ausência de Kahwi Leonard, lesionado, tal com o internacional espanhol Serge Ibaka, Paul George quis assumir quase sempre, mas raramente tomou as melhores decisões, insistindo muitas vezes, sem sucesso, nos ‘triplos’ (um em nove).

Reggie Jackson, com 20 pontos, e o poste Ivica Zubac, com 13 pontos e 14 ressaltos, foram os melhores, secundados pelo suplente Terance Mann, com 12 pontos.

Os Clippers concluíram o jogo com 32,6% nos ‘tiros’ de campo (27 em 83), incluindo 16,2 nos ‘triplos’ (cinco em 31), sendo que os Suns não estiveram muito melhor, com 36,1% (31 em 86) e 20,0 (quatro em 20), respetivamente.

Face a este resultado, os Suns podem selar na segunda-feira o apuramento para a final da NBA, caso voltem a bater os Clippers, no regresso a Phoenix.

Na final da Conferência Este, a série entre os Milwaukee Bucks e os Atlanta Hawks está empatada a um e o terceiro jogo está marcado para hoje, na Geórgia.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.