Em nota de imprensa, o gabinete da presidência da autarquia litoral do distrito de Coimbra alude aos “lamentáveis e graves incidentes, com disparos e agressões” ocorridos na madrugada de hoje na zona turística do Bairro Novo, perto do Casino, duas situações distintas, uma delas que provocou três feridos.

“Com o devido equilíbrio e com a devida firmeza, agiremos nesse sentido com determinação”, acrescenta a nota emitida pelo gabinete da presidência da autarquia.

No texto, o município informa que o presidente da câmara Pedro Santana Lopes “já entrou em contacto com uma das vítimas, marido de outra pessoa agredida”, tendo ainda solicitado a um vereador que se deslocasse à PSP, onde se “reuniu com o oficial de dia”.

A PSP da Figueira da Foz está a investigar um tiroteio ocorrido na madrugada de hoje, cerca das 03:00, na zona turística do Bairro Novo, sem provocar feridos, bem como uma outra situação, uma hora mais tarde, a poucas dezenas de metros, que resultou na agressão de um casal, proprietário de um bar e de uma funcionária do estabelecimento.

No anterior mandato autárquico, a Câmara Municipal elaborou o projeto e caderno de encargos para a instalação de um sistema de videovigilância no Bairro Novo, cujo concurso não chegou a ser lançado, aparentemente por se estar em final de mandato e transitou para o atual executivo.

O projeto de videovigilância incluía a instalação de 16 câmaras ligadas à PSP da Figueira da Foz - com quem a autarquia estabeleceu um protocolo nesse sentido, em articulação com o comando distrital daquela polícia - e pressupunha que o equipamento estivesse ativo em determinados horários de maior afluência à zona do Bairro Novo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.