Para Jens Stoltenberg, que falava à margem de uma reunião informal de ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO em Berlim, a principal ofensiva russa, na região oriental de Donbass, “está em ponto morto” e a Rússia “não está a atingir os seus objetivos estratégicos”.

Por isso, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) mostrou-se confiante de que Kiev "pode ganhar" a guerra.

Sobre a candidatura anunciada da Finlândia e da Suécia à Aliança Atlântica, Stoltenberg disse que a entrada dos dois países seria “um momento histórico”.

“Reforçaria a segurança comum e demonstraria que a porta da NATO está aberta e que uma agressão não compensa”, afirmou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.