A aposta numa tripla vitória nas corridas de meio-fundo na pista fica por cumprir, mas, de qualquer forma, Hassan, que correu por seis vezes no estádio olímpico de Tóquio, consegue o que ninguém antes fizera.

No final de uma corrida bastante dura, Hassan ganhou ao ‘sprint’ a Kalkidan Gezahegne, do Bahrain, e à etíope Letesenbet Gidey, a recordista mundial, que impôs um ritmo ‘infernal’ à corrida, a partir do terceiro quilómetro.

A marca de Hassan foi de 29.55,32 minutos, contra 29.56,18 de Gezahegne e 30.01,72 de Gidey.

Todas as quenianas ficaram mais para trás, com a melhor, no quarto lugar, a ser Hellen Obiri, que fora medalhada de prata nos 5.000 metros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.