Cumpriu-se a tradição e uma vez mais a Avenida Arriaga, no Funchal, foi o palco do arranque oficial de uma prova de automobilismo, desta feita o Rally Madeira Legend 2023 que teve início a 26 de outubro. As 33 equipas que participam no evento cumpriram a tradição e passaram pelo pódio montado à frente da sede do Club Sports da Madeira, organizador da prova, para a bandeirada de partida dada pelas entidades regionais, o Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, o Secretario Regional do Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, os presidentes das Câmaras Municipais do Funchal e Machico, Pedro Calado e Ricardo Franco e o Presidente da direção do Club Sports da Madeira, Paulo Fontes.

No Rally Madeira Legend será possível ver viaturas com muita história no automobilismo, como por exemplo o Subaru Impreza S14 WRC de Gil Freitas, uma viatura com que Petter Solberg cumpriu a segunda metade do Campeonato do Mundo de Ralis de 2008, bem como o Ford Escort RS Cosworth Gr. A de Rui Conceição, com o qual venceu três campeonatos da Madeira de Ralis em 1994, 1995 e 1996 ou o Ford Fiesta S2000 com que Bernardo Sousa venceu o Campeonato de Portugal de Ralis em 2010.

As equipas estão divididas em 4 categorias: Spirit, Open Legend, Históricos e Legend
Show. Esta última categoria éé modo de exibição e tem cinco equipas inscritas comdestaque para estreia nas
estradas da Madeira do Trabant RS800 de Olivier Hermans/Marc Hermans, uma viatura icónica da Guerra Fria, sendo originária da Republica Democrática da Alemanha.

O evento tem como cabeças de cartaz, Andrea Aghini quatro vezes vencedor do Rali Vinho Madeira com um Lancia Delta Integrale 16V que vai abrir a estrada, Paolo Diana com Ford Sierra RS Cosworth e Bernardo Sousa em Ford Fiesta S2000.

A 1ª etapa do Rally Madeira Legend  arrancou no Abrigo do Pastor 1, seguindo-se Ponta do Sol, Ponta do Pargo, Paul do Mar e Vila da Calheta, que encerrou o primeiro dia de competição.

Com a chuva dar os bons dias, foi Andrea Aghini o mais rápido da geral e da categoria Spirit, a impor o seu Lancia Delta Integrale 16V com o tempo de 7 minutos 18,9s, batendo por apenas 2,9s Gil Freitas com seu imponente Subaru Impreza S14 WRC. Primeiro pódio do rali ficou completo com o Ford Escort RS MkII do líder da categoria Histórico, Rui Jorge Fernandes a 23,0s do líder. Já na categoria Open Legend foi Roberto Martins com o Renault Clio F2000 o mais veloz.

A primeira classificativa contou com os abandonos do de João Nunes com uma avaria mecânica no Toyota Corolla GT-Coupé (AE86), Juan Maria Gomes com um problema mecânico no Ford Escort RS MKII e Tiago Cró com uma fuga de óleo no Datsun 1800 SSS.

créditos: Carolina Torres e André Marques

O Legend é um rali que exige muito das máquinas, pois não são tão atuais"

Com Subaru Impreza S14 WRC Gil Freitas/Duarte Miranda corresponderam ao favoritismo da máquina e dominaram quase por completo a 1ª etapa vencendo 3 das cinco provas especiais, fechando o dia de sexta-feira com uma vantagem confortável 1m31,6 sobre Bernardo Sousa.

As últimas classificativas foram complicadas para o comandante da prova, já que esteve que lidar com problemas de embraiagem no Subaru.Este final não foi fácil, estamos com um problema de embraiagem, tentamos arrancar normalmente, mas o carro foi abaixo duas vezes. Perdemos algum tempo, mas paciência", explicou o Gil Freitas. Igualmente com problemas mecânicos estão os segundos classificados Bernardo Sousa/Vítor Calado que viram o Ford Fiesta S2000 a não querer colaborar: O Legend é um rali que exige muito das máquinas, pois não são tão atuais. Por exemplo nesta especial, o motor falhou muito e houve uma parte que fiquei sem direção assistida. Foi bom acabar o dia", confirmou o piloto no final da Vila da Calheta.

O lugar mais baixo do pódio foi ocupado provisoriamente pelos líderes da Categoria Historic, Rui Jorge Fernandes/João Pedro Freitas. O piloto não escondia satisfação no final da classificativa: “o dia foi muito positivo, muito bom. O carro é extraordinário, os troços também.”

O quarto lugar foi ocupado pelos líderes da Categoria Open Legend, Roberto Martins/Marco Marote, que apanharam um susto na PEC 4, onde partiram a alavanca de velocidade do Renault Clio F2000, problema que foi resolvido prontamente, deixando o piloto do carro francês muito satisfeito. "Resolvi o problema. Vamos tentar chegar ao fim. O dia foi magnífico, nós como equipa, não podemos pedir melhor, estamos a nos divertir, apesar de alguns percalços aqui ou ali. O que interessa é chegar ao fim do dia de amanhã”.

No 5º lugar está a dupla do Ford Escort RS Cosworth Nuno Ferreira/Luís Ribeiro, que fecharam a 1ª etapa à frente de Andrea Aghini com o Lancia Delta Integrale 16V. O piloto italiano abriu e fechou o dia a vencer troços, somando assim duas vitórias. Navegado por Massimiliano Cerrai, Aghini foi o primeiro líder do rali, surgindo mais à vontade nos pisos molhados, mas nas classificativas seguintes o Lancia não quis colaborar, com a equipa a ser assolada com problemas de transmissão e de temperatura no motor da viatura. Depois da passagem pelo parque de assistências nos Prazeres, o piloto substituiu a peça, afinou e passou a ter o carro à sua medida.

créditos: Carolina Torres e André Marques

De regresso à estrada com o Ford Escort RS Cosworth Gr. A, Rui Conceição/Roberto Fernandes estão no 7º lugar e tiveram alguns altos e baixos ao longo dia, como próprio piloto confessou, “estamos um pouco enferrujados, vamos tentar melhorar amanhã”. O lugar seguinte é ocupado por José Jarimba/João Jardim que muito espetáculo deu com o Toyota Starlet. A dupla fechou a etapa na 8ª posição da geral e são segundos da categoria Open Legend, à frente do Peugeot 206 S1600 da dupla continental, Manuel Martins/Pedro Fernandes e de Miguel Gouveia/Bruno Gouveia em Renault 5 GT-Turbo, que fecharam o Top 10 da 1ª etapa.

O Rally Madeira Legend contou na categoria Legend Show com o simpático Renault 4 GTL de António Pinto dos Santos/Carlos Mateus, com o invulgar Trabant P800 RS de Olivier Hermans/Marc Hermans, o Audi Sport Quattro S1 de Stewart Bowes/Luís Boiça e o Ford Sierra RS Cosworth de Paolo Diana/Francesco Freus que muito espetáculo deram ao longo da primeira etapa.

O Rally Madeira Legend prossegue este, sábado, com a 2ª etapa que contempla as classificativas Terreiro da Luta, Abrigo Pastor 2, Serragem, Arco de São Jorge e, para finalizar, a clássica do Rosário. Para as 19:00 fica reservada a prova extra, o tradicional Slalom na Avenida do Mar.

Créditos das fotografias: Carolina Torres e André Marques

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.